Anteriormente Centro de Inovação CLT

Quem é o dono da terra?

Para as implementações do servidor central em Atlanta e Nova Orleans, são as entidades satélites que deveriam ser as entidades proprietárias da terra. No entanto, em um contexto de agricultura urbana, provavelmente fará mais sentido que a entidade do servidor central seja a entidade proprietária da terra. Esta é a abordagem que NeighbourSpace (descrito abaixo) utilizou com grande sucesso. Ele tira proveito das economias de escala, da experiência imobiliária disponível para o servidor central, bem como fornece aquele ponto único de contato para os órgãos públicos que fornecem o terreno.

No entanto, as entidades satélites podem muito bem ter o desejo de possuir a própria terra em algum momento no futuro, a fim de melhor garantir o controle local sobre o que acontece em sua vizinhança. Uma abordagem “híbrida” poderia ser a propriedade inicial da terra pela entidade do servidor central, com as entidades satélite locais tendo a opção de comprar a terra em uma data posterior, uma vez que a entidade satélite ganhou a capacidade de administrar a terra por conta própria. Além disso, uma cláusula poderia ser incluída no acordo inicial para estabelecer que, no caso de uma entidade local falir, o terreno seria então revertido para o servidor central.